gallery/imagem1
gallery/ilha

SOB INTERVENÇÃO, SANTA CASA TEM CONTRATO RENOVADO EM ILHABELA

A notícia de que o Prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, e o provedor da Santa Casa, Cezar De Tullio fumaram o cachimbo da paz é boa. É importante essa compreensão amadurecida de que conveniências políticas precisam ser - e foram, aparentemente - deixadas de lado para que o interesse público ganhe espaço e seja protegido.

Havia a expectativa também dos vereadores em relação a esse desfecho. Aliás, há no seio da oposição na Câmara Municipal de Ilhabela um interesse velado em oferecer um nome à disputa da provedoria, na próxima eleição. Há um certo movimento sendo orquestrado nesse sentido, bem como o mesmo grupo pensa em ter nomes na disputa para prefeito em 2020.

E isso dilui bastante a pretensão de se transmitir haver um grupo hegemônico na oposição. A possibilidade de uma terceira força ir à disputa eleitoral é grande, e está em franca formação. E tem feito movimentos importantes nesse sentido.

A instauração de uma Comissão Processante, e a instalação de várias CPIs' pelos vereadores de oposição é parte dessa estratégia, que consiste não só em cassar o mandato do Prefeito; de desbastá-lo à exaustão junto a opinião pública, mas, também o de esgarçar as condições públicas de concorrência de dois ex-prefeitos da cidade.

A entidade serve como uma espécie de guarda-chuva para as diversas frentes de serviços à Saúde municipal e, mesmo operando sob intervenção do Município, houve um aprendizado importante nessa relação entre as partes - onde ganha o munícipe.

O convênio da Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Saúde de Ilhabela e a Santa Casa de Ilhabela foi renovado até o dia 31 de dezembro deste ano, 2019, ou até a finalização do processo de chamamento público, do qual, inclusive, se estiver habilitada documentalmente, até a própria Santa Casa deverá participar.

É uma maneira legal e mais adequada para se estabelecer um Plano de Gestão que supra a necessidade da intervenção.

É sabido que a Intervenção deve ser um ato administrativo esporádico, momentâneo e que alcance resultados positivos servindo de caminho para um modelo de contrato de gestão mais eficaz possível, econômico e resolutivo.

Márcio Tenório comentou os benefícios da renovação. “O município encaminhou para a Câmara o projeto de lei que objetiva qualificar entidades para participação em chamamento, conforme entendimento consolidado no Tribunal de Contas do Estado de São Paulo”.

As aspas estão na Nota emitida pela assessoria do Governo:

“Com a assinatura, será possível continuar assegurando os direitos trabalhistas dos funcionários que tanto contribuem conosco, e a continuidade de serviços essenciais à população. Estamos honrando mais um compromisso que assumimos com nossa população”, ressaltou o prefeito.

É isso!