MISTURA DE DINHEIRO DO ERÁRIO COM NEGÓCIOS PRIVADOS

É sobre isso que vai responder o ex-prefeito de Caraguatatuba, Antonio Carlos da Silva

Um negócio é certo, seja no privado ou no público, as dores de cabeça do ex-prefeito de Caraguatatuba não cessam. Líder de sua legenda na região do Litoral Norte de SP, Antonio Carlos da Silva, (PSDB), tem uma espécie de fã clube nas redes sociais. Ele foi prefeito por muitos anos e enfrenta pesadas investigações.


Em 04 de Abril do ano passado, 2018, informei sobre uma Operação da Polícia Federal em Caraguatatuba, que teve relação com o Inquérito de n° 004/16, que se refere a contratações de obras em 2013. O caso envolveria cinco unidades Básica de Saúde – UBS.  No dia de seu aniversário, foi um presente indigesto, já que o ex-prefeito estava com seus bens indisponíveis por conta da obra da UPA do Perequê-Mirim.


Circula agora uma versão (deve ser mentira) de que ele teria se envolvido numa trama que teria recursos do erário municipal em uma transação comercial privada. Não creio que um homem público faça isso porque é errado, é crime, então, não creio. Mas, essa coisa está circulando e não li nenhum desmentido do ex-prefeito. Há um?


Essa é uma questão envolve também os filhos do político. Sites jornalísticos da região e textos apócrifos vão desde uma denúncia feita por um cidadão – aparentemente incomodado com as supostas pretensões eleitorais do ex-prefeito –  que está com seus direitos políticos suspensos judicialmente, até essa coisa nova envolvendo uma empresa que pertencia ao clã.

O texto que circula:

Dá conta de que está instaurado um Inquérito Civil para investigar pagamento irregular efetuado pela Prefeitura de Caraguatatuba à empresa Volpp Engenharia no ano de 2016“, no último ano de mandato do ex-prefeito. “A decisão foi publicada na última quarta-feira (11/09) e o juiz aponta que um cheque de R$ 421.476,49, último pagamento realizada à contratada, teria sido feito de forma ilegítima para beneficiar os filhos do ex-prefeito“.


Horas depois que um cidadão denunciou que uma pretensa candidatura vinha sendo ventilada mesmo sabendo de sua inviabilidade legal, o mesmo apresentou um complemento à denúncia com fatos novos.

Leia o Complemento à Denúncia feita pelo cidadão:

https://drive.google.com/open?id=1G_LExPjo_InY97JCRm4KEHGdHpxPD3nj

A Trama

Continua a Nota que circula…

Causa profunda estranheza informação nova no sentido de que os envolvidos teriam supostamente protagonizado um “acórdão com dinheiro público”, através da emissão daquele cheque, cujo valor teria sido utilizado para o pagamento de crédito devido aos filhos do ex-prefeito”, disse o juiz no documento.

A denúncia principal aponta que os filhos de Antônio Carlos teriam negócios com o empreiteiro Adriano César Pereira, proprietário da empresa Volpp, que está preso. Os negócios entre eles seria a compra de uma loja de materiais de construção e o empreiteiro teria um dinheiro em débito com os filhos do ex-prefeito.


Segundo a denúncia, a maneira pela qual encontraram para quitar a dívida foi, ao invés da Prefeitura pagar para a empresa pelas obras da UPA Sul, repassaria o dinheiro aos filhos do ex-prefeito. 

Emitiram uma nota fiscal e uma medição sem a devida existência da obra a ser paga, ou seja, pagaram uma dívida particular com dinheiro público. Para isso utilizaram a empresa Lumynus Administradora de Bens e Negócios Ltda, uma holding criada pelo ex-prefeito para tentar escapar da Justiça”, diz a denúncia.

Obras da UPA do Perequê-Mirim: A obra contratada, paga e não concluída pelo ex-prefeito Antonio Carlos da Silva, rendeu uma Ação Civil Pública, de autoria da Prefeitura de Caraguatatuba. O Tribunal de Justiça de São Paulo, por meio de seu Foro em Caraguá, homologou o Laudo Técnico Pericial, após o qual o remanescente da obra foi relicitado. A empresa Volpp abandonou a obra, mesmo já tendo recebido por esta. A auditoria apontou pelo menos 56 irregularidades na construção.

Leia o Relatório de Auditoria da Obra, o Laudo Técnico

➦ https://goo.gl/c9C8E6 

Obs) Este espaço está aberto à manifestação dos envolvidos nesta matéria

2 respostas para “MISTURA DE DINHEIRO DO ERÁRIO COM NEGÓCIOS PRIVADOS”

  1. É, realmente coisas acontece no reino!

    Me lembra muito alguns partidários de Maluf, que se valia sempre de uma máxima usada numa época negra da história, onde diziam que uma mentira contada muitas vezes se torna verdade, e tudo isso disfarçado no dito “rouba mas faz”!

    Infelizmente vemos hoje em dia que a moda do coronelismo e do curral eleitoral está voltando, onde notícias reais como a acima são descartadas e atacadas como se fossem produto de ataques pessoais!

    Temos de entender e lutar pela verdade e que fatos assim sejam realmente tratados como estão sendo, imparciais, pontuados e checados!

    Não se pode idolatrar falsos Deuses ou servir a dois Senhores, devemos sim saber que o fato narrado é real e merece toda atenção e verificação necessária.

    Sejamos menos manipulados e mais politizados, obrigado por trazer um texto imparcial e que expõe os fatos como devem ser expostos, como VERDADEDEIROS jornalistas devem fazer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *